Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2011...

por Saltita, em 29.12.11

Este ano foi um dos melhores anos da minha vida. Não foi como eu esperava. Foi como eu sonhava. A nível profissional foram subidas montanhas que me proporcionam uma visão mais ampla do que alguma vez pensei ser possível. A nível pessoal foi um ano de grandes descobertas, conquistas e concretizações. Realizei sonhos em 2011. E isto não se pode apagar da memória.

À minha formação, aos meus novos desafios, aos novos amigos, ao meus J&J, à minha família unida, à minha sis, a Paris, ao melhor concerto do mundo, ao smile do Jon, às férias de Verão, aos abraços que há muito estavam por dar (obrigada Mark Zuckerberg), ao meu Núcleo Duro, aos aniversários, ao regresso dos Estrunfes, ao fim dos ditadores, à memória dos bons que partiram, a uma nova liberdade, aos passeios, às músicas de sempre, aos filmes, livros e sestas, ao Natal, ao blog da Saltita e aos seus leitores aqui fica um brinde: 

BEST MARGUERITA EVER

2011

 

Venha 2012!

publicado às 13:08

A caminho de 2012

por Saltita, em 27.12.11

Estou em balanços. Estou fechada para balanços. Não sei o que vai sair daqui, mas garanto que se vai notar. Estar fechado não é estar limitado. Pelo contrário, é no mergulho dentro de nós que descobrimos quem somos de verdade. É um mar revolto e perigoso que encontramos. É um mundo só nosso, cujas marés enfrentamos. Mas é também nas suas águas que estão os reflexos do que pode ser a razão pela qual aqui estamos. É preciso coragem para enfrentar essa realidade que nos conduzirá a quem viemos para ser. Para abraçar aquilo que merecemos temos de abandonar hábitos, pensamentos e até mesmo pessoas que nos impedem de crescer.

É duro dizer não para viver o sim, mas adeus pode ser o primeiro passo.

All men die, not all men really live.

publicado às 19:27

O nosso Natal

por Saltita, em 25.12.11

Este foi um dos melhores Natais de sempre. Família à mesa, música ambiente, convívio, boa comida e o tempero da cada vez maior doçura que é o meu J.

Foi de tal maneira que deixámos passar a meia-noite. Embora ligeiramente atrasado, o Pai Natal tocou à porta para entregar os presentes. O seu disfarce foi brilhante e eficaz, apesar de à saída quase ter deixado cair as calças! Está tudo filmado para delírio de gerações futuras.

Este 2011 ...até vou ter pena de o deixar ir. Ele insiste em tornar-se inesquecível.

Agora, "có lecença" que vem aí um cabrito assado no forno com batatinhas!As sobremesa vai ser TARTE DE AFTER8!{#emotions_dlg.drool}

 

publicado às 11:32

Feliz Natal

por Saltita, em 22.12.11

Para alguns o Natal é a família, para outros os presentes ou ainda o Pai Natal. Para alguns é tudo. Para outros pouco ou nada significa. Para mim o Natal é a celebração do nascimento de Jesus Cristo. Essa celebração está para além das religiões, dos dogmas, das virtudes e dos pecados. O Natal é a celebração da luz que trazemos no coração. Para alguns ela brilha mais do para outros. O que precisamos de saber é que essa luz existe. Sejam felizes...mesmo em tempos de escuridão, agarrem a vossa luz interior e o mundo será um lugar melhor.

 A Saltita deseja a todos os seus leitores um Santo e Feliz Natal, cheio de luz e paz!

publicado às 23:50

2011, já te disse

por Saltita, em 19.12.11

Vai-me dar um enorme prazer fazer a tua retrospectiva. Foste um dos melhores. Contudo, não vale a pena teimares comigo. Tu és o ponto de partida e não a meta. De ti vou levar memórias em forma de sorriso, mas não me peças mais do que isso. O teu final culmina com o meu ponto de viragem. Viragem sem retorno. De ti levo apenas o melhor. Ponto final.

 

publicado às 22:00

Vaclav Havel, o dissidente

por Saltita, em 18.12.11

Andei por Praga em 2007. Conheci uma cidade de uma beleza singular, de uma componente artística que ultrapassou as minhas expectativas e que me causou uma daquelas sensações de deslumbramento que me tornaram uma viajante de alma. O povo, esse era rude. Mas essa rudeza era desculpável em nome de uma resiliência que se tornou uma arma contra um passado violento e de constante ocupação. Os Habsburgos, os Nazis, os Comunistas e tantos outros tentaram ocupar aquele território e impor-se a um povo que resiste e persiste. Vaclav Havel, um intelectual, um homem singular e tolerante levou-os à liberdade e à independência nos anos 90. Nesses anos em que pelo mundo se derrubaram muros e se abriram mentes. Fez o seu papel e retirou-se com a mesma sensatez de sempre. Faleceu ontem durante o sono. O sono dos que dormem de alma descansada por terem simplesmente cumprido a sua missão na terra. Havel era um homem de bem. Um bom político. Que a paz que nos deixou a todos, sirva um propósito ainda maior.RIP

publicado às 23:24

Só para que conste o poema

por Saltita, em 14.12.11
Meu coração tardou

Meu coração tardou. Meu coração
Talvez se houvesse amor nunca tardasse;
Mas, visto que, se o houve, houve em vão,
Tanto faz que o amor houvesse ou não.
Tardou. Antes, de inútil, acabasse.

Meu coração postiço e contrafeito
Finge-se meu. Se o amor o houvesse tido,
Talvez, num rasgo natural de eleito,
Seu próprio ser do nada houvesse feito,
E a sua própria essência conseguido.

Mas não. Nunca nem eu nem coração
Fomos mais que um vestígio de passagem
Entre um anseio vão e um sonho vão.
Parceiros em prestidigitação,
Caímos ambos pelo alçapão.
Foi esta a nossa vida e a nossa viagem.

                       Fernando Pessoa

publicado às 19:43

Pensamento do dia

por Saltita, em 13.12.11

 

Hoje aprendi:

 

"é simples".

 

publicado às 21:43

PS... Pai Natal

por Saltita, em 10.12.11

...em 2012!!!

 

 

e já agora que é só atravessar o rio, um saltinho aqui ...

 

e é só mais uma hora de comboio

 

 

e já que estou a pedir ....

 

 

Beijinhos,

 

S.

publicado às 10:44

Ensinamento do dia

por Saltita, em 09.12.11

"A felicidade é um perfume que não podemos aspergir sobre os outros,
sem que caiam algumas gotas sobre nós mesmos."

   Ralph Waldo Emerson

publicado às 21:44

Pág. 1/2




Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D